shopping_cart 0 Itens no carrinho

Representante Autorizado:

(51) 3423-2958

(51) 99844-8901

Peerdustry inova na prestação de serviços de usinagem

(19/03/2020) - Uma das primeiras start-ups do setor metal-mecânico brasileiro, lançada há pouco mais de três anos (praticamente introduzindo o conceito de manufatura compartilhada no País), a Peerdustry está preparando mais uma inovação. A empresa está desenvolvendo tecnologia, com base em algoritmos, que será capaz de precificar o custo de usinagem de uma peça a partir do desenho em 3D, acrescido de variáveis como material, acabamento, tolerância e quantidade. A novidade estará disponível em breve na plataforma que a empresa mantém na Internet.

A tecnologia irá agilizar o processo de cotação de serviços de usinagem no ambiente da plataforma. Atualmente, as solicitações dos contratantes são acessadas pela rede de fornecedores de serviços no site da Peerdustry e, a partir daí, o processo de cotação segue praticamente o modelo tradicional.

Ricardo Molino, ex-DMG MORI e recém-contratado para assumir a área de Vendas da Peerdustry, conta que a empresa está em processo de expansão, tendo conquistado vários clientes de grande porte, como Voith, Saint-Gobain, Maxion Wheels, Scania, Crown, entre outros. “Existe uma grande demanda por inovação no mercado, principalmente entre as empresas de grande porte, multinacionais, que entendem que o serviço prestado pela Peerdustry traz racionalização financeira e de processo para a área de Compras, em especial na aquisição de peças indiretas, como as voltadas para a manutenção”, diz.

Molino cita outros avanços, como a homologação de seus mais de 350 fornecedores (a própria Peerdustry também já foi homologada por algumas empresas), o que significa que grande parte deles foram visitados e passaram pelo crivo do gerenciamento de qualidade da empresa. “Temos condições inclusive de oferecer relatórios de não conformidade e análise de causa-raiz”, explica. O próximo passo é a obtenção da certificação ISO 9001.

A empresa que nasceu com objetivo básico de aproximar fornecedores com horas-máquina disponíveis e clientes que necessitam desses serviços, mas não possuem máquinário adequado ou não têm capacidade produtiva, conta hoje com 1.500 máquinas disponíveis.  E não só de usinagem, mas também de manufatura aditiva, de corte a laser, oxicorte e caldeiraria.

Além disso, montou uma equipe de desenhistas e projetistas mecânicos para produzir desenhos técnicos 2D e 3D de peças. “Esta foi uma necessidade que encontramos no mercado, já que muitas empresas não dispõem dos desenhos de peças indiretas ou de manutenção. O resultado é que acabamos formando uma biblioteca com desenhos atualizados para as nossas contratantes, o que é essencial para realização de cotações mais competitivas”, diz.

Para impulsionar ainda mais o crescimento, a Peerdustry recebeu recentemente um novo aporte de investidores. Além disso, foi selecionada para programa Fiemg Lab 4.0, da Federação das Indústrias de Minas Gerais, passando a contar com uma base também naquele estado. “A Peerdustry, aliás, continua aberta a novos fornecedores, clientes e, inclusive, parceiros para o desenvolvimento de novas tecnologias que venham agregar valor a toda a cadeia de usinagem", conclui.

Confira também:

AMG extrai lítio de rejeitos de barragens de mineração em MG

Fabricantes de máquinas planejam ampliar investimentos em 2020